Covênios

Código:  Senha:  

Cerâmica Romana inaugura o primeiro laboratório de cerâmica vermelha da região

Amplie a foto

José Éttore Fredi e Jair Fredi sócios-proprietários da Cerâmica Romana e Almir Góis da cerâmica Urubi na inauguração do laboratório.

A Cerâmica Romana de Presidente Epitácio inaugurou na sede da empresa o primeiro laboratório de cerâmica vermelha da região. Este laboratório terá a função de acompanhar o processo produtivo da empresa, iniciando na formulação da massa, passando por todo o ciclo produtivo dentro da indústria até o produto final acabado, tudo em conformidade com as normas da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas, garantindo a seus clientes e fornecedores produtos com alto padrão de qualidade.

Além de servir a empresa, o laboratório que levou cerca de um ano para ser finalizado irá prestar serviços a todas as cerâmicas da região.

O laboratório construído com amplas e modernas instalações foi equipado com prensa microprocessada para ensaio de resistência em blocos, forno digital de 1300º C para ensaio de queima, agitador de peneiras, balanças de precisão e instrumentos diversos para medição. Todos os equipamentos com certificado de aferição. Além de todos estes equipamentos o laboratório possui ainda uma sala para recepção de materiais e triagem.

Também foi inaugurado na mesma ocasião um sanitário para os funcionários da empresa, construído com recursos originados do projeto de crédito de carbono adotado pela Cerâmica. Este projeto existe desde 2005, e se deve ao fato da Cerâmica Romana ter adotado metodologia na mudança do energético de queima para biomassa, gerando créditos de carbono que são comercializados principalmente no exterior. Os recursos são reinvestidos na própria empresa, como melhoria da qualidade de vida para os colaboradores.

Tanto a inauguração do laboratório quanto do sanitário foi realizada pelos irmãos José Éttore Fredi e Jair Fredi, sócios-proprietários da Cerâmica Romana. Durante o evento José Éttore Fredi apresentou um breve histórico da empresa através de slides. Fredi apresentou a empresa desde o inicio até os dias de hoje, mostrando todas as conquistas da Cerâmica Romana ao longo dos 26 anos que atua em Presidente Epitácio.

De acordo com ele um laboratório para a cerâmica é importante para acompanhar diariamente o processo produtivo da fábrica como a preparação da massa, no processo de secagem, da queima e ensaios para verificar se os produtos estão sendo fabricados de acordo com as normas.

Para a região ele explica que também é de grande importância, já que se as empresas que quiserem fazer pelo menos cinco ensaios básicos nos blocos tem que enviar um lote de 13 peças para São Paulo para o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - Senai, e aguardar 30 dias para receber o resultado, sendo que pelo laboratório o resultado sai em cinco dias por um custo bem menor. “Quando uma construtora pega obra do governo, ela exige um laudo com ensaios para ver se aquele bloco atende as normas técnicas, caso contrário ela não compra porque senão o dinheiro dela vai ficar retido”, explica.

A inauguração foi na ultima sexta-feira (04) com coquetel de comemoração.  Cerca de 120 pessoas participaram do evento. Estiveram presentes na inauguração os funcionários da Cerâmica, o presidente do sindicato dos trabalhadores da construção civil de Presidente Prudente Gilberto Zangirolami, Lourival Mendes Magalhães presidente da Associação Comercial e Industrial de Presidente Epitácio – ACIPE, Almir Goes dos Santos presidente da Associação dos Ceramistas de Presidente Epitácio e Região - ACOPER, Milton Salzedas representante da Cooperativa das Indústrias Cerâmicas do Oeste Paulista Panorama – INCOESP, o vice-prefeito municipal Manoel da Silva, engenheiros, arquitetos, amigos e convidados.


Amplie a foto


<< Voltar

Sophus Tecnologia